Uma vida social ativa ajuda a retardar o declínio cognitivo

As relações sociais e o exercício ao ar livre ajudam a prevenir o declínio cognitivo em idosos.

Para prevenir e retardar a perda de memória, o melhor é manter uma vida social ativa e praticar exercício físico de forma moderada, com regularidade, de acordo com os especialistas que, além disso, alertam contra as estratégias publicitárias que exageram as propriedades de jogos para treinar o cérebro (brain training, em inglês), e explicam que não há evidências científicas que avaliam os supostos benefícios dessa prática.

Os cientistas, que compararam os resultados de 51 ensaios clínicos que incluíram a mais de 5.000 pessoas, afirmam que o autoentrenamiento mental em casa, não tem efeitos terapêuticos sobre a cognição

Um grupo de investigadores do Instituto de Investigação em Mente e Cérebro da Universidade de Sydney foi realizado um trabalho em que se examinamos 51 estudos sobre a eficácia deste tipo de jogos para manter ou melhorar as capacidades cognitivas de pessoas saudáveis com mais de 60 anos, e concluiu que os resultados não justificam investir tempo e dinheiro com estes exercícios mentais, enquanto que em outras atividades, como caminhadas, aprender idiomas, ou brincar com os netos, têm demonstrado ser de grande ajuda para melhorar o atendimento ou o raciocínio.

Os cientistas, que compararam os resultados de 51 ensaios clínicos, em que se analisaram os dados de cerca de 5.000 pessoas, têm afirmado que o autoentrenamiento mental realizado em casa, não tem efeitos terapêuticos sobre a cognição, e que ainda sim, pode influenciar positivamente certas habilidades como a agilidade mental, no caso de que se desenvolva em grupo e sob o controle de peritos, não melhora funções executivas complexas, como planejamento e resolução de problemas, nem a memória verbal.

em Frente ao treino cognitivo, e ao menos enquanto não se possa provar cientificamente seus supostos benefícios, os especialistas propõem a realização de outras atividades intelectuais –ler, aprender coisas novas, se relacionar com outras pessoas…– ou físicas, como praticar exercício aeróbico regular, o que favorece a irrigação sanguínea do cérebro e ajuda a formar novas conexões vasculares e neurais, o que contribui para uma melhoria da atenção ou raciocínio.

Category: Sem categoria