A cirurgia estética facial, melhor depois do verão

Depois de uma intervenção estética deve-se evitar a exposição ao sol.

Os especialistas recomendam que as intervenções de cirurgia estética facial se realizem depois do verão para evitar que a exposição ao sol pode causar problemas, especialmente sobre as cicatrizes. Certamente por isso, e segundo estima a Sociedade Espanhola de Cirurgia Plástica, Reconstrutiva e Estética (SECPRE), no último trimestre do ano, aumentam 40% em Portugal as operações de cirurgia estética facial.

Não é conveniente realizar um peeling para exfoliarse a pele do rosto ou do corpo, pouco antes do verão, pois é um tratamento muito abrasivo

Estes especialistas também atribuem o aumento da demanda por essas intervenções após o período estival, entre outros fatores, ao surgimento de manchas por ter tomado o sol, sem tomar as precauções adequadas, ou para a detecção de rugas quando o moreno desaparece e a pele esclarece.

Para aquelas pessoas que desejam fazer algum retoque estético, ou se tenham submetido a uma intervenção durante a primavera, os especialistas aconselham que antes de ir à praia você consulte com o seu médico, e em nenhum caso se exponham ao sol até que não tenham decorrido pelo menos 15 dias de intervenção, mantendo sempre cobertas de cicatrizes ou contusões para evitar que fiquem marcas.

se Realizar um peeling para exfoliarse a pele do rosto ou do corpo, também não é conveniente, pouco antes do verão, pois é um tratamento muito abrasivo e após submeter-se a ele não se pode tomar sol. O mesmo acontece com a depilação com laser ou o emprego de produtos fotossensíveis, como o retinol ou ácido cítrico; e devem-se seguir as indicações dos especialistas, pois caso contrário, podem ocorrer queimaduras.

Outros tratamentos, no entanto, não podem realizar-se durante o verão, porque não deixam cicatrizes, nem precisam de cuidados pós-operatório, é o caso dos que utilizam ácido hialurónico para hidratar e rejuvenescer a pele.

Category: Sem categoria