Em muitas vezes, reduz o risco de câncer de próstata

Os pesquisadores atribuem a associação entre a ejaculação e o menor risco de câncer de próstata, o efeito protetor de dois hormônios que são liberados durante este processo fisiológico.

Os homens que ejaculam regularmente têm menos risco de desenvolver um câncer de próstata, segundo revelou um estudo realizado por pesquisadores da Harvard University, nos Estados Unidos, que foi apresentado na reunião anual da Associação Americana de Urologia.

O estudo mostrou que os homens que eyaculaban um mínimo de 21 vezes por mês, tinham 20% menos risco de desenvolver câncer de próstata

Na investigação participaram 31.925 homens entre 20 e 49 anos de idade que foram seguidos durante 18 anos. Os resultados do trabalho apontam que os homens que eyaculaban um mínimo de 21 vezes por mês, tinham 20% menos risco de sofrer um câncer de próstata em comparação com aqueles que eyaculaban entre quatro e sete vezes por mês.

Com os dados obtidos neste trabalho, os autores desenvolveram uma teoria para tentar explicar a associação entre a quantidade de orgasmos e as chances de desenvolver este tipo de tumores, e atribuem a diminuição do risco observada com o aumento de ejaculações aos hormônios oxitocina e DHEA, que se segregam durante esta função fisiológica.

A oxitocina tem a capacidade de reduzir a pressão arterial em mulheres e prevenir as doenças cardiovasculares, enquanto que o DHEA está associada a um menor risco de desenvolver câncer de mama e de colo de útero e pode exercer um efeito protetor contra o de próstata. Além disso, durante a gozada também é lançado certas substâncias químicas cancerígenas e se renovam as células, impedindo assim que as velhas podem se tornar cancerosas.

Category: Sem categoria